Eletroterapia, Ultrassons, MO, OC

A Eletroterapia possui um papel importante na reabilitação e tratamento de várias patologias. Pode ser usada para o tratamento de gestão da dor, terapia muscular, melhoria circulação, melhoria do trofismo, entre outros.
A Eletroterapia é realizada através de aparelhos específicos que fazem o uso de correntes elétricas para efetuar o tratamento. Os aparelhos usam intensidades de corrente muito baixas e possuem elétrodos que são aplicados diretamente na pele do paciente, sendo o corpo do paciente o condutor da corrente elétrica. Os equipamentos de eletroterapia emitem uma onda eletromagnética que é conduzida através de cabos condutores até aos elétrodos afixados na pele do paciente.
Atualmente existe uma grande variedade de correntes que podem ser utilizadas na eletroterapia, sendo que cada corrente tem indicações e contraindicações próprias. Os principais equipamentos eletroterapêuticos usados são o ultrassom, Ondas elétricas de alta frequência que geram calor (diatermia) e laser.

A Terapia por Ultrassom é um recurso da eletroterapia utilizado na reabilitação. O Ultrassom produz um efeito fibrinolítico que permite uma regeneração tissular e reparação dos tecidos moles. Para além disso, produz um aumento da circulação e da extensibilidade das fibras colágenas, como consequência da Neovascularização provocada pelo ultrassom. Adicionalmente o ultrassom tem a habilidade de aumentar a penetração de fármacos específicos através da pele. Ele é indicado para disfunções osteomioarticulares (fraturas, contraturas, espasmos musculares, luxações); condições inflamatórias agudas e crônicas; pós-operatorio e cirurgias plásticas e gordura localizada.

A Terapia Laser ou Laserterapia consiste na aplicação de um feixe luz laser de baixa potencia (feixe eletromagnético) numa ou várias zonas do corpo. Este método terapêutico permite aumentar a atividade metabólica, controlar a dor, aumentar a drenagem linfática e tem uma forte ação anti-inflamatória e estimulante. Neste sentido a laserterapia funciona como analgésico, anti-inflamatório, bio-estimulante e descontraturante. Este tratamento é indicado para tendinite, entorse, contusão, artrite, inflamação ou edema, hematoma, úlceras, feridas, entre outros.

A diatermia por ondas curtas é utilizada para produzir calor nos tecidos corporais situados profundamente. Este método terapêutico leva a um aumento do metabolismo e do fluxo sanguíneo local, aceleração da remoção de metabolitos, redução da tensão nos tecidos, aumento da captação de O2 e diminuição da força muscular e resistência à fadiga. Desta forma permite aumentar a extensibilidade do colagénio, diminuir a rigidez articular, aliviar dores e espasmos, ajudar na resolução de inflamação, reabsorver de forma rápida hematomas e edemas, acelerar a cicatrização de feridas e regenerar tecidos moles. Este método terapêutico é indicado para artrose, anquilose, braquialgia, bursite crônica, contusão, contratura, dorsalgia, distensão, entorse, epicondilite, espasmos paravertebrais, espondilite, fibrose, isquialgia, lombalgia, mialgias, neuralgias e neurites.